7 Dicas Para Analisar Seu Treino de Força

Você procura por dicas para analisar seu treino de força? Então, vale a pena dar atenção a este post. Com o que vou contar aqui, você estará seguro em relação aos resultados com a sua rotina de exercícios.

Normalmente, quem opta por incluir treinos de força em sua rotina procura perder peso, diminuir a gordura, melhorar a resistência física e aumentar a massa muscular. Isso tem a ver com a hipertrofia muscular que já tratei neste artigo.

Sem dúvidas, os treinos de força contribuem para uma vida mais saudável e para a melhora das aptidões físicas. Mas, para atingir uma melhor performance, o ideal é manter um treino personalizado conforme as suas próprias condições de nível de treino, idade, aspectos físicos e psicológicos sejam levados em consideração.

Acompanhamento profissional sempre

O profissional de Educação Física é o único habilitado a prescrever um treino de força adequado às suas necessidades. Por isso, para obter os melhores resultados, não abra mão dessa orientação.

Controle as variáveis que influenciam no resultado

Você não tem controle sobre algumas variáveis como seu peso atual, idade, condicionamento físico e estrutura corporal. Mas, talvez, a principal das dicas para analisar seu treino de força seja manter sob domínio próprio aquelas situações que interferem no plano de exercícios.

Isso inclui o nível de sono, o tempo disponível para o treino e a reeducação alimentar. O ideal é moderar no consumo de bebidas alcoólicas, pois o álcool retarda muito o crescimento muscular. De acordo com dados levantados por pesquisa da Universidade da Austrália, o álcool inibe em até 40% os estímulos do treino semanal. Recuperar esses danos também não é tarefa fácil, pois a substância mais cataboliza que metaboliza.

A alimentação de antes e depois do treino são alguns dos fatores mais importantes para você alcançar os seus resultados. Portanto, siga as recomendações do seu nutricionista à risca.

Seja paciente

A perseverança é uma das principais dicas para analisar seu treino de força. Como tudo na vida, os resultados não chegam do dia para a noite. É preciso levar os treinos a sério, mantendo a regularidade recomendada pelo profissional de educação física.

Lembre-se que o organismo leva de 8 a 12 semanas para ficar acostumado à rotina de exercícios. Por isso, segure a ansiedade pela troca de ficha. Siga os treinos conforme a prescrição. Se você pensa que colocar outros exercícios acelera os resultados, está enganado: o corpo potencializa apenas o que está treinando.

Ou seja, caso você introduza novos movimentos, o efeito será reverso, atrasando e até retrocedendo aquilo que foi conquistado. Em especial quando o movimento não é o recomendado pelo seu treinador. A falta de informação sobre o treino correto tem efeitos negativos tal como a automedicação.

Se quiser variar, alterne as velocidades das repetições do seu treino. Fazer exercícios de forma mais rápida aumenta a força, enquanto fazer exercícios lentamente favorece o crescimento muscular. Para manter o equilíbrio, aposte em uma mistura.

Essas foram as minhas dicas para analisar seu treino de força. Espero que te ajudem a atingir seus objetivos de maneira eficaz. Para mais dicas como essa, continue acompanhando meu blog.

Até a próxima!

Dr. Márcio Tannure

Dr. Márcio Tannure

Referência na Medicina do Esporte, Márcio Tannure é membro da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia e Membro da Sociedade de Artroscopia e Traumatologia do Esporte. Faz parte da equipe médica do Flamengo há mais de 15 anos e Médico Oficial da UFC desde 2011.