Como prevenir a distensão muscular?

Prevenir a distensão muscular é necessário, afinal, estamos falando da lesão mais comum dos meios esportivos.

Existem diversos fatores que podem levar a uma distensão muscular, também chamada de estiramento. A lesão é caracterizada pelo alongamento muscular excessivo, danificando assim as suas fibras, que realizam esforço muito além das suas capacidades.

Eu já tratei aqui no blog sobre o tema, no artigo: Como identificar e tratar a distensão muscular. É importante que você leia meus artigos para entender que, apesar de ser a mais frequente, a distensão muscular é a lesão mais difícil de tratar.

A boa notícia é que toda lesão muscular pode ser evitada quando seguimos as recomendações profissionais. Siga a leitura para descobrir como prevenir a distensão muscular.

É possível prevenir a distensão muscular?

A distensão muscular pode ser resultado de uma combinação de fatores hormonais, metabólicos e nutricionais. Cada caso deve ser avaliado como único pelo profissional que vai tratar dessa lesão. No entanto, boa parte das distensões ocorrem devido a movimentos errados durante os treinos.

A questão biomecânica diz respeito às maneiras como o atleta desenvolve os seus movimentos, além do equilíbrio ou desequilíbrio muscular, quando alguns músculos são mais fortes que outros.

Para garantir um treino de qualidade sem riscos de distensão muscular, é fundamental realizar uma avaliação com um profissional da área de educação física. É ele quem vai definir os exercícios mais adequados ao seu tipo físico e à sua atual resistência muscular.

Esse acompanhamento vale para todos os tipos de exercício. Não importa se você treina pesado três vezes por semana ou se apenas pratica uma corrida, ou joga um futebol, ou outro esporte, aos domingos. Conforme o seu organismo se acostuma com o exercício, é o profissional que deve definir a evolução dos treinos – carga, intensidade e duração, por exemplo.

Quem pode sofrer com distensão muscular?

Engana-se quem pensa que prevenir a distensão muscular deve ser preocupação exclusiva de quem treina com frequência ou é atleta profissional. Poucos sabem que os atletas de final de semana são os mais propensos a sofrer lesões musculares.

É este o perfil que não está preparado fisicamente para realizar atividades. Além disso, por acreditarem que poucos exercícios não demandam orientação profissional, dificilmente fazem exercícios na proporção e com os movimentos corretos.

Atletas que fazem exercícios com frequência costumam sofrer com as distensões musculares quando não dão o devido descanso aos seus músculos, emendando um treino em outro sucessivamente. Após o estímulo muscular do treino, as fibras musculares podem levar de 24 horas a 96 horas para total descanso e recuperação.

Quando durante esse período a pessoa imprime novos estímulos aos músculos, que não estão recuperados, pode levar a uma distensão muscular.

Por isso, é fundamental prevenir a distensão muscular, independente da frequência e da intensidade que a pessoa treina. Espero que meu artigo tenha esclarecido o assunto para você.

Para saber ainda mais, assista meu vídeo abaixo onde também falo sobre a prevenção da distensão muscular. Aproveite para se inscrever em meu canal do Youtube e me acompanhar por lá também.

Caso você precise de itens médicos para a sua recuperação muscular, ou mesmo sofra alguma lesão, recomendo que procure no site da Casa do Médico. Conheça a loja mais completa de produtos hospitalares.

Até a próxima!

Dr. Márcio Tannure

Dr. Márcio Tannure

Referência na Medicina do Esporte, Márcio Tannure é membro da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia e Membro da Sociedade de Artroscopia e Traumatologia do Esporte. Faz parte da equipe médica do Flamengo há mais de 15 anos e Médico Oficial da UFC desde 2011.