Como identificar e tratar a distensão muscular?

A distensão muscular pode afetar desde iniciantes em atividades físicas até atletas experientes. Saber identificar esse tipo de lesão é fundamental para a eficácia do tratamento quando for necessário.

As causas mais comuns da distensão muscular envolvem esforços excessivos nas práticas esportivas diversas. Quem está se preparando para uma competição importante e dando o máximo de esforço, ou aquele sedentário que abusa da intensidade em um treino, têm mais chances de desenvolver a lesão. O problema também pode aparecer em quem sofre com a tendinite ou em pessoas mais velhas.

Se você quer praticar exercícios físicos ou esportes com segurança, é importante saber identificar a distensão muscular.

O que é distensão muscular?

Também chamada de estiramento, a lesão consiste na ruptura das fibras musculares, ou de um músculo ou de um tendão, quando são esticadas mais que o seu limite. Geralmente, a distensão muscular atinge as regiões próximas das articulações, no local de união entre músculo e tendão.

Alguns dos sintomas que podem sinalizar o problema são:

  • Dor súbita durante o exercício no músculo afetado;
  • Mancha roxa na região;
  • Inchaço;
  • Dificuldade para movimentar o músculo.

Conforme a intensidade da lesão e o tamanho da área afetada, esses sinais variam. Os graus da distensão muscular variam em três níveis, sendo eles:

  • Grau 1: Quando no máximo 5% das fibras musculares de determinada região são afetadas. A dor é localizada e o inchaço discreto. A recuperação costuma ser rápida, com poucas limitações de movimentos na região.
  • Grau 2: Quando até 50% das fibras musculares são prejudicadas. As dores são mais intensas, o edema mais acentuado e a limitação funcional maior. O músculo demora mais para recuperar-se.
  • Grau 3: Neste caso, mais de 50% das fibras musculares são atingidas e o músculo pode chegar a se romper totalmente. A dor e o inchaço são notáveis, e o tratamento é complexo com considerável perda de função.

No momento em que há suspeita de distensão muscular, a providência imediata a ser tomada é colocar uma bolsa de gelo envolvida por uma toalha fina durante 20 minutos. Em seguida, procure ajuda médica para realizar o diagnóstico preciso por meio de exames.

Como é o tratamento?

O tratamento da distensão muscular vai depender do nível da lesão. Nos casos menos graves, o próprio corpo tem a capacidade de reparar as fibras rompidas e diminuir o inchaço. As lesões de níveis 2 e 3 exigem acompanhamento médico e remédios contra dores e inflamações.

O repouso também é indicado em muitos casos, inclusive sendo recomendado durante vários dias seguidos. A aplicação de compressas frias com certa regularidade é outra das indicações mais comuns. Para que a pessoa retorne o quanto antes às suas atividades comuns, sessões de fisioterapia também são receitadas.

A distensão muscular pode ser evitada. Respeite os limites do seu corpo durante as atividades físicas, pratique alongamentos e se for iniciante procure treinar em grupo. Para saber mais sobre como prevenir lesões, veja este artigo.

Espero que meu conteúdo tenha ajudado. Se quiser saber mais sobre preparo físico para esportes e medicina esportiva, inscreva-se no meu canal do YouTube.

Até a próxima!

Dr. Márcio Tannure

Dr. Márcio Tannure

Referência na Medicina do Esporte, Márcio Tannure é membro da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia e Membro da Sociedade de Artroscopia e Traumatologia do Esporte. Faz parte da equipe médica do Flamengo há mais de 15 anos e Médico Oficial da UFC desde 2011.