Musculação e obesidade: como emagrecer com segurança

Musculação e obesidade, uma relação que pode trazer benefícios para a pessoa que está acima do seu peso. Quando sou questionado sobre o que é melhor para emagrecer, ganhar massa muscular ou qualquer outro objetivo, sou enfático: qualquer exercício é melhor do que ficar sedentário.

No entanto, devido a muitas perguntas que recebi sobre os reais efeitos em uma relação entre musculação e obesidade, resolvi escrever este post abordando as principais vantagens.

O que ganha uma pessoa obesa ao escolher a musculação? Como o corpo reage? O emagrecimento é saudável? Vou responder a essas questões.

Leia também: É possível emagrecer dormindo?

Em busca do equilíbrio

Nosso organismo está em constante busca pelo equilíbrio. Na medicina, chamamos esse processo de homeostasia. Por exemplo, ao consumir um alimento muito ácido, o organismo procura alcalinizar seus efeitos durante a digestão.

Outra questão é o consumo de água. Ao beber pouca água, os rins excretam menos líquido, levando à retenção. Ao consumir água suficiente, os rins funcionam normalmente. Quando bebe demais, excreta demais. E assim é com tudo.

O sistema muscular tem nos músculos os principais órgãos endócrinos do organismo. Ainda há quem veja o músculo como uma simples função de gerar força e movimento. Esse é um equívoco, pois os músculos geram muitos hormônios.

Entre as substâncias secretadas pelos músculos, quero destacar as niacinas, que são anti-inflamatórias. Em uma relação entre musculação e obesidade, essas niacinas balanceiam as adipocinas, que são substâncias inflamatórias.

É por isso que o ideal é ter mais massa muscular do que massa adiposa no organismo.

Massa muscular e problemas da obesidade

Além do processo anti-inflamatório da musculação, o aumento da massa muscular combate a formação da gordura. A musculação auxilia a regular os níveis de diversos hormônios que têm a sua produção prejudicada pela obesidade.

Um bom exemplo é a testosterona. Ao exercitar os músculos, a produção retoma sua normalidade. Em especial no homem, a baixa de testosterona favorece a formação de gorduras, tornando-se um ciclo vicioso.

Assim, a musculação também auxilia o equilíbrio hormonal. Para perder gordura, a musculação funciona melhor em conjunto com um exercício aeróbico algumas vezes na semana.

É por isso que recomendo uma consulta com seu médico e exercícios orientados por um profissional de educação física. São esses os profissionais que vão te ajudar no processo de emagrecimento, hipertrofia muscular e recuperação plena da saúde.

Espero ter esclarecido suas dúvidas sobre a relação entre musculação e obesidade. Para saber mais, assista ao vídeo abaixo e aproveite para fazer sua inscrição em meu canal do Youtube.

Até a próxima!

Dr. Márcio Tannure

Dr. Márcio Tannure

Referência na Medicina do Esporte, Márcio Tannure é membro da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia e Membro da Sociedade de Artroscopia e Traumatologia do Esporte. Faz parte da equipe médica do Flamengo há mais de 15 anos e Médico Oficial da UFC desde 2011.