Sedentarismo é responsável por duas vezes mais mortes do que a obesidade

O conceito de pessoa sedentária tem relação com a quantidade de calorias gastas semanalmente.

Seja em atividades esportivas ou nas tarefas do dia a dia, é necessário queimar 2.200 calorias por semana, cerca de 300 calorias por dia.

Que o sedentarismo compromete a saúde sabemos. Porém não imaginamos o quanto pode impactar na saúde. Os músculos e ossos ficam mais frágeis sem uso, atrofiando pouco a pouco e perdendo flexibilidade.

 

Doenças relacionadas ao sedentarismo

A inatividade corporal pode causar muitas doenças – principalmente ligadas ao sistema cardiovascular.

Além disso, sedentarismo pode gerar obesidade, pressão alta, diabetes, aumento de colesterol, infarto, derrames, depressão e doenças articulares.

O que pouca gente imagina é que o sedentarismo pode também ser um grande fator de risco. Estima-se que o sedentarismo seja um dos principais causadores de morte súbita.

 

Sedentarismo é responsável por duas vezes mais mortes do que a obesidade

Uma caminhada de vinte minutos pode impedir a morte por sedentarismo. É o que afirma uma pesquisa feita pela Universidade de Cambridge.

Foi descoberto que o dobro de mortes pode ser atribuída à falta de atividade física em comparação com o número de mortes atribuíveis à obesidade.

Foram medidas as alturas, circunferência da cintura e peso de 334.161 homens e mulheres durante 8 anos. Além disso, foi feita uma auto-avaliação para medir níveis de atividades físicas entre as pessoas.

Durante os anos de pesquisa, 21.438 pessoas morreram. Os pesquisadores descobriram que a maior redução de risco de morte ocorreu na comparação dos grupos: havia um grupo de inativos e outro de moderadamente ativos. Foram reconhecidas como atividades a combinação de atividades no trabalho e atividades recreativas.

20 minutos por dia de atividade física já impede o sedentarismo

Os pesquisadores concluíram que uma atividade de apenas 20 minutos já seria suficiente para queimar entre 90 e 110 calorias. Uma caminhada, por exemplo, já transformaria um grupo inativo para moderadamente ativo, reduzindo o risco de morte.

Estima-se que 337 mil das 9,2 milhões de mortes entre homens e mulheres da Europa são atribuídos à obesidade. Porém, o dobro desses número poderia ser atribuído para a inatividade física.

O médico que liderou a pesquisa, Ulf Ekelund, diz que a lição é muito simples. Devemos buscar praticar atividades físicas e, se possível, sempre tentar superar os 20 minutos recomendados. Quanto mais, melhor.

Exercite-se em segurança! Leia aqui meu artigo sobre “Como prevenir lesões durante a prática de exercício”. 

Podemos pensar nosso corpo como uma máquina que precisa de muitos cuidados. Se não tornarmos ele uma máquina ativa, teremos que correr atrás do prejuízo com médicos e tratamentos invasivos.

Sempre é melhor escolher prevenir problemas

É preciso apenas deixar a zona de conforto para começar a se movimentar e deixar o sedentarismo de lado. Vale uma caminhada, levar o cachorro para passear, sair de bicicleta com os filhos…

A lista é longa e você só precisa de estímulo interno, pró-atividade e deixar a preguiça de lado.

Escolha saúde sempre, no futuro você vai agradecer por ter tomado a atitude certa. 

Espero ter sido útil nesse artigo para uma melhoria da sua saúde!

Márcio Tannure 

Dr. Márcio Tannure

Referência na Medicina do Esporte, Márcio Tannure é membro da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia e Membro da Sociedade de Artroscopia e Traumatologia do Esporte. Faz parte da equipe médica do Flamengo há mais de 15 anos e Médico Oficial da UFC desde 2011.